Fim de semana movimentado

Sábado 17 de Novembro

Ventos fortes e gelados… e alguma inércia à vista… Mas foi um fim de semana movimentado…
Tudo começou no sábado (17 de Novembro), logo pela manhã dirigimo-nos para a Fraga Lisa uma vez mais.. Ensaios à dura “Via Original” eram uma constante na mente dos frouxos do dia…
Projectos para encadear também fervilhavam no pensamento debatendo-se com os bravos “Tico e Teco” (também vulgarmente chamados de neurónios) que sussurrando nos iam colocando a motivação psicológica ao mais baixo nível..

Chegados ao local.. as intempéries próprias da época faziam-se sentir.. Ansiavamos que o sol começasse a cobrir a parede de forma a aquecer os ânimos… Fomos exercitando as palavras, esperando o sol e o último elemento que ainda se encontrava a caminho..

Após a chegada do “Lince Bravo”.. ainda o sol custava a mostrar-se.. A Frouxidão começava a tomar conta de nós! Finalmente passado quase uma hora da nossa chegada lá nos decidimos a iniciar as subidas…
Decididamente, eu, não estava pronto para a tentativa de encadear a “Badalhoca”.. todo aquele tempo de espera, os ventos frios e a minha propria condição física não mostravam sinais de sucesso para essa tentativa.. Calma.. hei-de lá voltar!!

Ensaios à “Via Original” eram a palavra de ordem.. Todos fizeram a sua tentativa, não mostrando nenhum momento de grande inspiração ou condição física! Parecia ser um daqueles dias em que teria sido bom ficar por casa ou no “tasco” mais próximo das paredes..

Acabei por me deliciar com duas quedas e a permanência no crux da via que teima em mostrar-se intransponível..

003.jpg

Ao segundo ensaio do nosso cantor tirolês, puxamos por ele ao máximo, incentivando constantemente a sua progressão na parede.. A meio da parede, na passagem da fenda central já estava desejoso de descer…
Mas os incentivos deram frutos e o crux da via acabou por ser a sua meta.. Parabéns LOIS!

004.jpg
 

Domingo 18 de Novembro

Revisitar um velho spot é sempre aliciante.. O “Gigante da Pedra“, local antigo para a prática de boulder tem sido uma ideia presente e que volta a mostrar o seu potencial.. Após um breve aquecimento abrimos as hostilidades para com o “Gigante“.. Tentativas de um lançamento de cerca de 1,5mts foram o princípio de que viria a ser uma manhã gratificante de boulder..Passamos para a abertura de um problema ao lado do “lançamento” o qual inicia numa face do saliente bloco, apanhando depois uma aresta do mesmo em mini tecto resultando depois numa saída pela face oposta, face que é um verdadeira hino à “Cristal d’Arques Paris“.. Cristaleiras salientes, algumas soltas e super agressivas!! Continua como projecto faltando resolver o encadeamento do primeiro para o segundo passe, mas revela desde já ser um problema de enorme qualidade!
Foi baptizado como “Vacas que caem do céu“.. Ao problema do lançamento e por ser junto a este proponho “Porcos que voam para o céu“!!

005.jpg

Lois na saída do “Vacas que caem do céu

006.jpg

Mais uma vez, Lois na saída do “Vacas que caem do céu

007.jpg

Vitó a tentar sair na passagem de face do “Vacas que caem do céu

~ por savak em Novembro 19, 2007.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: